Cabernet ou Malbec: descubra qual uva combina mais com você!

As uvas Malbec ou Cabernet Sauvignon estão entre as preferidas entre os brasileiros. Por isso, separamos tudo o que você precisa saber para escolher de qual gosta mais. Confira!

Biscoito ou bolacha? Feijão por cima ou por baixo do arroz? Malbec ou Cabernet Sauvignon? É bem verdade que somos naturalmente atraídos por grandes embates e é quase que questão de honra escolher um lado.

Para você ter uma ideia, um dos textos mais procurados e acessados do nosso blog é, sem sombra de dúvidas, o “Malbec ou Cabernet: qual uva é melhor?”. Nele, traçamos alguns paralelos entre estas que são consideradas as uvas mais famosas da vitivinicultura e, à época, sugerimos alguns vinhos para que você pudesse decidir qual combina mais com o seu gosto.

Quase um ano depois, decidimos aprofundar ainda mais a discussão e te ajudar a escolher de que lado você está nessa “briga” de gigantes. De cara, adiantamos que aqui, na Grande Adega, defendemos que ambas as uvas têm espaço e, mais que isso, virtudes. O que não significa, porém, que não tenhamos nossas preferências individualmente. Mas e você, está pronto para tomar esta decisão? Então…

Que os jogos comecem!

Time Cabernet Sauvignon

malbec

Origem: Francesa, mais especificamente da famosíssima região de Bordeaux, a Cabernet Sauvignon é resultante do cruzamento de duas castas, a tinta Cabernet Franc e a branca Sauvignon Blanc.

Principais países produtores: França, Chile, Estados Unidos, Austrália e Espanha.

Características: É uma uva de maturação tardia, casca grossa, bagos pequenos e possui resistência a diferentes tipos de doenças e pragas.

Aromas comuns: Cereja preta, cedro, especiarias e grafite. Quando cultivada em locais mais frios, também tendem a aparecer os aromas de groselha e cassis; enquanto em locais quentes, percebe-se amora-silvestre e outras frutas escuras.

Características gustativas: Em regra, seus vinhos são concentrados e tânicos, com excelente estrutura e uma capacidade ótima de envelhecimento. Costumam ter uma acidez que varia entre média e alta, característica que também se aplica à graduação alcoólica.

Harmonizações recomendadas: Justamente por ser versátil, acompanha desde carnes até tábuas de frias e molhos mais apimentados.

Experimente a Cabernet Sauvignon em suas diferentes expressões:

Montes Toscanini Reserva Familiar Cabernet Sauvignon

Da região de Canelones, no Uruguai, este vinho apresenta aromas de frutas vermelhas e tabaco. Em boca, é equilibrado e tem taninos macios.

Norton Reserva Cabernet Sauvignon

De Mendoza, na Argentina, possui aromas complexos de frutas vermelhas maduras e menta, com notas de chocolate. Altamente concentrado em boca, com taninos redondos e maduros.

Santa Carolina Reserva de Família Cabernet Sauvignon

Este vinho premiado do Chile apresenta aroma de frutas escuras maduras, como cerejas, e chocolate amargo. Em boca, é seco, encorpado, possui boa acidez, taninos aveludados e final equilibrado.

Jacob’s Creek Shiraz Cabernet Sauvignon

Australiano, apresenta aromas de ameixas e cerejas escuras com toques de anis. Em boca, é seco, possui corpo médio e é bastante equilibrado.

Château Haura 2016

Se você prefere o Velho Mundo, especialmente Bordeaux, região da qual a variedade é autóctone, indicamos o Château Haura 2016, tinto elaborado com as uvas Cabernet Sauvignon e Merlot. Apresenta aromas de frutas vermelhas e negras frescas, acompanhadas de notas de especiarias. No paladar, é seco, encorpado e macio.

Time Malbec

cabernet sauvignon

Origem: Assim como a Cabernet Sauvignon, a Malbec é uma variedade autóctone da França. Da região de Cahors, onde é chamada de Côt, originou-se do cruzamento natural de duas variedades, a Prunelard de Gaillac e Magdeleine des Charentes de Montpellier (a mãe de Merlot).

Principais países produtores: Argentina, França, Estados Unidos, África do Sul e Austrália.

Características: É uma uva de bagos pequenos, de cor roxa escura e cascas grossas.

Aromas comuns: De aromas frutados, especialmente aqueles que remetem às frutas escuras, como amora e ameixa. Também podem ser observadas notas de especiarias, como cravo-da-índia e pimenta, e nuances florais.

Características gustativas: Origina vinhos exuberantes, suculentos, frutados, com notas achocolatadas, de taninos adocicados e macios. Em regra, possuem acidez média, taninos presentes e uma graduação alcoólica regular.

Harmonizações recomendadas: Acompanha desde hambúrgueres até receitas com carne de cordeiro, mas também pode harmonizar com pratos à base de pimentão, queijos e até vegetais.

Experimente a Malbec em suas diferentes expressões:

Alambrado Etiqueta Negra Malbec

Vinho tinto elaborado com uvas Malbec provenientes do Vale do Uco, em Mendoza. Apresenta aromas de ameixas, amoras e cerejas e, em boca, boa estrutura, com taninos macios e longa persistência.

Norton D.O.C. Malbec

As uvas Malbec que originam este vinho são cultivadas em Luján de Cuyo, em Mendoza. Apresenta aromas de frutas vermelhas maduras e pimenta preta. Em boca, taninos macios, ótima estrutura e longo final.

Alfredo Roca Reserva de Família Malbec

De San Rafael, também em Mendoza, este tinto apresenta aromas de fruta vermelha com toques de baunilha. Possui taninos maduros, corpo médio para encorpado, é equilibrado e muito saboroso.

Mil Historias Malbec

Vinho tinto elaborado na DOP (Denominação de Origem Protegida) Manchuela, na Espanha, com a uva Malbec de vinhedos de até 25 anos. Estagia 4 meses em barrica de carvalho francês. Apresenta aromas de frutas como amoras, com notas de violeta e especiarias. Em boca, é concentrado e com taninos finos.

L’Ame Malbec

Outro excelente vinho elaborado na DO (Denominação de Origem) Manchuela, só que uvas Malbec de vinhedos de 15 anos. Tem aromas de violetas, encorpado e um longo final. A vinícola possui o selo europeu de produção vegana.

E aí, depois de todas as informações e indicações, de que lado você está?

Compartilhe este post!

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Confira mais em

Afinal, espumante também é vinho?

Mesmo entre entusiastas, existe uma confusão muito grande sobre a classificação dos espumantes, mas viemos para finalmente resolver esta questão. Confira!