Dicionário dos vinhos

Seis palavras relacionadas aos vinhos para você impressionar!

O mundo dos vinhos tem um vocabulário próprio, cheio de termos que nem sempre são de fácil compreensão. Por isso, fizemos este pequeno dicionário dos vinhos, com uma listinha de 6 expressões comuns quando a ideia é descrever o estilo do rótulo. Todas elas completam a frase: Esse vinho é…

Divirta-se e Tim-Tim!

Seco

Pode ser a descrição básico do estilo de um vinho, mas nem todo mundo sabe que um vinho seco nada mais é do que sem açúcar perceptível pelo palato. Pela legislação vigente no Brasil, um vinho seco pode ter até 5 gramas de açúcar por litro, mas é bem comum ter bem menos que isso. Lembre-se que o açúcar de um vinho de qualidade é o da fruta que resta pós fermentação. Quer um exemplo? Experimente o Trapecista Reservado Cabernet Sauvignon.

Suave ou doce

Esses são exemplares nos quais restou açúcar da fruta depois do processo de fermentação, que é a transformação de açúcar em álcool. Isso acontece porque chega um momento em que as leveduras “morrem”, ou seja, param de consumir o açúcar, ou ainda quando interrompe-se a fermentação propositalmente, como no caso dos fortificados como os portugueses vinho do Porto ou vinho Madeira. Há ainda outros métodos, mas fica para uma outra hora. PO enquanto, experimente o Porto Burton’s Ruby.

Tânico

O tanino é responsável por várias qualidades relacionadas ao vinho, desde os polifenóis que fazem bem à saúde até o elemento que garante longevidade às bebidas. Ele é encontrado naturalmente em plantas, incluindo as uvas, e como são capazes de precipitar proteínas são os responsáveis pela sensação de adstringência na boca. Eles podem estar equilibrados, macios e bem trabalhados, como no Díaz Bayo Crianza 15 meses.

Estruturado

A definição do dicionário é o que funciona para esse jargão utilizado no mundo dos vinhos. Estruturado quer dizer equilibrado, ou seja, elementos como taninos, acidez e fruta estão em plena concordância, o que dá estrutura para um vinho combinar com uma carne vermelha mal passada, por exemplo. Para experimentar um vinho estruturado escolha o Quinta da Viçosa.

Equilibrado

É justamente o que dissemos acima: em um vinho equilibrado nenhum elemento se sobrepõe ao outro, ou seja, fruta, tanino, acidez e tempo de barrica estão em plena harmonia. Em boca, você sente tudo isso junto e a experiência fica ainda mais prazerosa. Para testar, o Santa Julia Colección Malbec.

Mineral

Essa é uma palavra que intriga: o que esperar de um vinho cuja degustação inclui a palavra mineralidade? Geralmente, esse vinho terá menos aromas de flores e frutas e a mineralidade é traduzida em algo como giz de quadro negro. Geralmente são vinhos de solos minerais como o da Borgonha, na França, que foram oceano há milênios e até hoje conservam fósseis da época. Quer sentir uma das sensações mais incríveis dos vinhos? Olha a dica: Las Condes Reserva Sauvignon Blanc.

Compartilhe este post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Confira mais em