Os vinhos “sem maquiagem” da Filipa Pato

Conheça o trabalho da premiada enóloga portuguesa e seus vinhos disponíveis no Brasil

Filipa Pato é uma das enólogas mais renomadas da atualidade e elabora vinhos com refinamento e elegância que conquistaram o consumidor internacional. De alguns anos para cá, seus rótulos foram citados pelo crítico Eric Asimov, no New York Times; pelo diário espanhol La Vanguardia; pela Forbes internacional; e pelo The Irish Times, só para citar alguns exemplos.

Foi eleita a enóloga do ano 2020 pela Revista de Vinhos, apareceu diversas vezes na publicação do principal crítico de vinhos do mundo, a Wine Advocate, de Robert Parker, e teve um vinho entre os 100 melhores do ano de 2021, na prestigiada Wine Spectator. Por sinal, a primeira vez que um vinho da Bairrada recebeu 96 pontos de Robert Parker foi para um rótulo da Filipa, o Nossa Calcário tinto safra 2015.

Seu mais recente prêmio foi o “Vinho do Ano” para o “Nossa Solera Desde 2001 Extra Bruto”, pela Revista de Vinhos. Mas nada aconteceu por acaso, por sinal, são mais de duas décadas de trabalho árduo e incansável.

Autênticos e Sem Maquiagem

A enóloga em uma de suas passagens pelo Brasil.

Filipa Pato, juntamente com o marido, o renomado sommelier William Wouters, lidera o projeto Vinhos Autênticos, Sem Maquiagem, na região da Bairrada, em Portugal. A enóloga elabora vinhos que demonstram a forte identidade com o local onde são produzidas as uvas. “Minha dedicação primordial é ao vinhedo, onde passo 70% do meu tempo, pois acredito que com uvas saudáveis tudo se torna mais fácil na adega e não é preciso maquiar as uvas”, diz Filipa.

Desde 2014 os vinhedos estão em processo de conversão à biodinâmica e ela não usa herbicida desde 2009. O resultado tem sido excelente. “Usamos animais nas vinhas, como é o caso das ovelhas, que pomos lá entre novembro e fevereiro, quando ainda não há folhas nas videiras”, conta. “Elas comem a erva toda. E também servem para fertilizar naturalmente o solo. E, na primavera, na altura em que temos o ataque dos caracóis, levamos para lá as galinhas. Sou química de formação, mas evito usar os produtos químicos. Nas minhas vinhas e nos meus vinhos não há produto químico”, completa. Até as rolhas que vedam todos os vinhos da vinícola são de cortiça natural de floresta biológica.

Vinho de berço

Filipa Pato é hoje uma das enólogas mais respeitadas do mundo dos vinhos.

Apesar de ter crescido em meio aos vinhedos portugueses, pois é filha do conceituado Luis Pato, a enóloga foi buscar experiências além de suas origens para construir a identidade de seus rótulos. Depois de se formar em Engenharia Química, trabalhou em vinícolas na França, na Austrália e na Argentina até retornar a Portugal para dar início a sua produção própria. O reconhecimento internacional foi impulsionado pelo fato de, em 2011, ter sido eleita, ao lado de outros enólogos, “Revelação do Ano” pela prestigiada revista alemã gourmet Feinschmecker.

Sempre com ideias vanguardistas e adepta a experimentações, Filipa Pato é também responsável pela evolução primorosa dos vinhos portugueses que aconteceu nas últimas décadas. Mas mirar o futuro não a impede de cuidar e preservar as tradições locais e as uvas nativas. Conheça os rótulos da enóloga disponíveis na Grande Adega:

Espumante 3B Rosé

Brilhante e com borbulhas numerosas e intensas. Possui aromas de framboesa, fermento de pão e toque tostado. É seco, frutado e com excelente acidez. Elaborado com vinhas de, em média, 30 anos de idade.

Espumante Blanc de Blancs

Combinação das uvas Bical, Cercial e Maria Gomes, este espumante apresenta perlage delicada, aromas de frutas frescas, cítricas e leve mineralidade. Em boca é fresco e cremoso. Blanc de Blancs significa que é um branco elaborado apenas com uvas brancas.

Nossa Calcário Branco

Vinho elaborado a partir de vinhas velhas (média de 40 anos). Possui aromas complexos e ótima acidez. Fermenta com levedura selvagem e é submetido à bâtonnages (agitação das leveduras) constantes, o que confere grande complexidade.

Nossa Calcário Tinto

Elaborado a partir de vinhas com mais de 80 anos, apresenta aromas de frutas vermelhas com notas de menta e tabaco. É seco, encorpado, com boa acidez e taninos muito bem estruturados. A safra 2018, que você encontra aqui na Grande Adega, recebeu 93 pontos do Robert Parker.

Dinâmica D.N.M.C Baga

Trata-se de um rótulo de agricultura biológica, elaborado com a uva Baga de diversos terroirs da região da Bairrada. Apresenta aromas elegantes, com toque de frutas como morango e ameixa, nuances de alcaçuz e notas de especiarias como pimenta-do-reino, louro e tomilho.

Dinâmica D.N.M.C branco

Vinho de aromas que sugerem pera (típica da Arinto) com algumas notas de iodo e tomilho. Em boca é seco, frutado, refinado, com muita mineralidade e uma espécie de salinidade devido ao clima do Atlântico. 10% amadurece em pipas de carvalho francês de 500 e 600 litros.

Compartilhe este post!

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Confira mais em

Sauvignon Blanc

Dia Internacional da Sauvignon Blanc: tudo sobre esta espetacular uva branca!

O que é um vinho suave?

Saiba como identificar um vinho suave. Conheça o significado de expressões usadas no universo dos vinhos e dicas para degustação! Confira!

Conheça a uva Chardonnay

Esta versátil uva branca de origem francesa é cultivada em praticamente todas as regiões vinícolas do mundo.