Por que os vinhos da Argentina são tão especiais?

O terroir da Argentina é esplêndido e único. Apresentamos algumas das características que tornam seus vinhos referência em todo o mundo.

Entre os motivos que tornam os vinhos da Argentina tão especiais está a localização geográfica do país, o que faz com que os vinhedos se encontrem, em sua maior parte, perto dos Andes, em uma série de oásis irrigados; aliás, não fosse pela irrigação, seriam um deserto tal como o resto da região.

Para compensar o clima quente os produtores de vinhos recorrem as excelentes altitudes – vinhos de altitude tendem a ser superiores, pois as diferenças de temperatura decorrentes desta característica é um fator excelente para o desenvolvimento das vinhas.

Os vinhedos se estendem por mais de 1.500 quilômetros e, com exceção de Río Negro e de Neuquén (ao Sul), a maior parte se encontra a uma altitude de 600 metros ou mais. Em Salta (ao Norte), perto da cidade de Cafayate, as vinhas encontram-se normalmente a 2.000 metros permitindo encontrar lugares suficientemente frescos para o cultivo da videira.

Malbec orgânica!

Fundamental é mesmo… a irrigação!

É possível usar a água dos rios que descem das montanhas ou a água dos aquíferos subterrâneos para a irrigação na Argentina. Antigamente existia um modelo chamado inundação (nome autoexplicativo), mas agora a rega gota a gota (que faz um uso mais eficiente da água escassa) é comum nas novas vinhas. As geadas de primavera são um problema ocasional, mas o granizo de verão constitui um perigo regular, particularmente em Mendoza. Apesar de ser dispendioso, muitos produtores utilizam redes para proteger as suas vinhas.

O solo na Argentina é basicamente de areia, argila e aluvial (aluvial é quando o solo se forma de rochas que foram transportadas de outros locais, pela ação da água ou do vento). Devido ao clima seco, são poucos os problemas relacionados a pragas nos vinhedos, o que faz da Argentina um importante produtor de vinhos elaborados a partir de uvas de cultivo biológico.

“Os vinhos argentinos são naturalmente ‘naturais’. A maioria das vinhas está localizada em clima árido, com muito sol e sem a necessidade de intervenção artificial”.

Hugh Johnson e Jancis Robinson, em Atlas Mundial do Vinho

Para experimentar vinhos da argentina, nossa sugestão é a linha Finca Beltran, da Familia Zuccardi. São eles:

Finca Beltran Sauvignon Blanc: Branco elaborado com a uva Sauvignon Blanc em Santa Rosa, Mendoza. Destaque para os aromas herbáceos (grama cortada), característicos desta uva. Vinho de grande tipicidade, muito fresco e com acidez destacada.

Finca Beltran Syrah Rosé: Rosé fresco e frutado, com aromas que remetem a cereja fresca e framboesa. Frutado, fresco e delicado.

Finca Beltran Malbec: Tinto elaborado com a uva Malbec, em Mendoza. Frutado, apresenta aromas que remetem a frutas maduras como morangos e amoras. Possui taninos sedosos e é bastante equilibrado.

Finca Beltran Bonarda: Tinto elaborado na região do Maipú, em Mendoza, com a uva Bonarda, a segunda mais plantada na Argentina. Apresenta típicos aromas de frutas vermelhas maduras. Em boca, é muito macio e com taninos agradáveis.

Finca Beltran Cabernet Sauvignon: Tinto elaborado em Mendoza. Apresenta aromas de frutas negras como amoras e pimenta negra. Em boca é agradável, com ótima estrutura e equilíbrio.

Finca Beltran Duo Syrah e Malbec: Elaborado com as uvas Syrah (70%) e Malbec (30%), em Mendoza. Apresenta aromas de frutas escuras como ameixas e figo. Em boca apresenta corpo médio, é macio e destacam-se os sabores de frutas negras.

Finca Beltran Duo Tempranillo e Malbec: Elaborado com as uvas Tempranillo (70%) e Malbec (30%). Apresenta aromas frutados que lembram framboesas e amoras silvestres, com notas de especiarias. Em boca, destacam-se os taninos macios.

Compartilhe este post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Confira mais em

Rosalia Molina: enóloga da Altolandon

Entrevista com a enóloga e proprietária da vinícola espanhola Altolandon, que elabora vinhos orgânicos que levam também o selo europeu de produção vegana.