Os encantos da uva Shiraz

6 vinhos vinhos encorpados, cheios de sabores frutados e de especiarias elaborados com a uva Shiraz.

A uva Shiraz produz vinhos de corpo médio a encorpado com aromas predominantes de ameixa, pimenta-verde, couro e cacau.

Em países do Novo Mundo, onde é chamada de Shiraz, origina rótulos encorpados, frutados e com aromas de chocolate, especiarias e baunilha. Além dos tintos, a Shiraz dá vida a excelentes vinhos rosés, com grande expressividade e frescor. No Velho Mundo, onde atende pela grafia Syrah, é muito famosa no Vale do Rhône, onde produz exemplares esplendorosos.

Geralmente seus vinhos apresentam taninos e acidez média, alguns com grande potencial de guarda (aproximadamente 10 anos).

Ancestrais da Syrah/Shiraz

A primeira menção à Syrah foi feita em 1781, segundo o livro Wine Grapes, da crítica de vinhos inglesa Jancis Robinson. Naquela época, acreditava-se que ela era o resultado de um cruzamento entre duas uvas francesas, a Durif e a Peloursin.

Porém, com o passar do tempo e o avanço da ciência, foi possível uma série de estudos de DNA que se mostraram muito mais precisos em relação à árvore genealógica das uvas viníferas. Especialmente no caso da Syrah, descobriu-se que ela é um cruzamento natural entre as também francesas Mondeuse Blanche e Dureza.

Por sua vez, a Dureza é geneticamente “irmã” da Teroldego (famosa no Norte da Itália), então a Syrah seria “sobrinha” da Teroldego. E, ainda, porque há ligações ancestrais entre as Pinot, Dureza e Teroldego, há parentesco entre Pinot e Syrah.

Para brindar esta uva magnífica, indicamos seis vinhos!

Trapecista Reservado Syrah Rosé

Chileno do Vale do Maule, elaborado com as uvas do vinhedo Villa Alegre. O solo de origem vulcânica e o estilo mediterrâneo do clima são diferenciais para a elaboração desse exemplar fresco e frutado, saboroso e equilibrado.

Santa Julia Colección Syrah Malbec Rosé

Ao lado da Malbec, a Syrah origina um vinho rosé de excelente equilíbrio entre acidez e estrutura, com final saboroso e agradável, em Mendoza, Argentina. Frutas vermelhas como framboesa e groselha destacam-se entre os aromas.

Finca Beltran Syrah Rosé

Este vinho argentino, elaborado em Mendoza, apresenta bela cor rosé salmão. Fresco e frutado, apresenta aromas que remetem à cereja fresca e à framboesa. Em boca é muito fresco e delicado.

Finca Beltran Duo Malbec/Syrah Rosé

Rosé argentino elaborado com as uvas Malbec (70%) e Syrah (30%), no Maipú, um dos principais terroirs de Mendoza. Apresenta aromas frutados que lembram cerejas e framboesas. Em boca, destacam-se o frescor e a delicadeza.

Don Aurelio Syrah

Espanhol varietal muito equilibrado e estruturado, com sabores de frutas negras com notas terrosas. Elaborado na Denominação de Origem (DO) Valdepeñas, apresenta intensos aromas de amora, pimenta e chocolate. Quer saber mais sobre este vinho? Clique aqui.

Finca Beltran Duo Syrah/Malbec

Argentino de Mendoza, este tinto leva na composição as uvas Syrah (70%) e Malbec (30%). Apresenta aromas de frutas escuras como ameixas e figo. Em boca possui corpo médio, é macio e destacam-se os sabores de frutas negras.

Compartilhe este post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Confira mais em

Vinhos Díaz Bayo

A família Díaz Bayo elabora vinhos de grande destaque na Ribera del Duero, uma das principais denominações da Espanha.

Vinhos varietais e de corte?

Continuando nossa “tradução” do vocabulário do mundo dos vinhos, o significado dos rótulos varietais ou de corte numa explicação descomplicada.

Como se faz vinhos rosés?

Frescos e elegantes, os vinhos rosés têm roubado a cena já há algum tempo e são preferência dos Millenials.

Vinhos da Rioja

Conheça os vinhos da região da Rioja, a principal denominação da Espanha.

Brandy Osborne

Elaborado a partir de vinho produzidos com as melhores uvas de Jerez e envelhecido pelo sistema de solera, em barris de carvalho.