Vinho do Porto: tudo o que você precisa saber sobre o fortificado

Criado acidentalmente, o Vinho do Porto é, provavelmente, o fortificado mais conhecido do mundo. Saiba mais sobre a data em sua homenagem e como comemorá-la!

10 de setembro é um dia muito especial para os amantes dos vinhos fortificados, pois a data marca a comemoração do Dia Mundial do Vinho do Porto. Produzidos em uma das mais belas paisagens de Portugal, o Douro, os vinhos do Porto foram criados acidentalmente, na época em que eram transportados por navios e percorriam longas distâncias antes do consumo efetivo. Então, para preservá-los, acrescentava-se aguardente vínica, o que, além de trazer longevidade, tornava as bebidas mais resistentes ao calor. Ao longo dos anos, eles ganharam popularidade e adquiriram estilo próprio.

Como um vinho se torna fortificado?

Para produzir um vinho fortificado, especialmente um vinho do Porto, é necessário que a fermentação seja interrompida quando o álcool atinge entre 5 e 9%. Isso acontece entre 24 e 36 horas, o que é um tempo curto para o contato do mosto com a casca. Por isso, eles passam pelo processo da pisa a pé (atualmente robotizada), que intensifica a extração de cor, aromas e sabores. Depois, é realizada a adição de aguardente vínica com mais ou menos 77% de graduação alcoólica para interromper a fermentação, mantendo o açúcar residual.

O resultado será um vinho doce com alto teor alcoólico, entre 19 e 22%. A técnica é utilizada desde o século XVIII e existem vinhos do Porto tintos, brancos e rosés. Possui vários estilos como Ruby, Tawny, LBV, Vintage, Safrados e com mínimo de décadas de elaboração. A maioria dos vinhos tintos do Porto são cortes de uma grande variedade de uvas nativas, entre elas Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Barroca, Tinto Cão, Sousão e Tinta Amarela.

Estilos

Ruby: tem jovem e caráter frutado.

Tawny: são produzidos da mesma forma que os Ruby, porém são envelhecidos em barris, o que confere a cor granada ou aloirada.

Tawny com Indicação de Idade: 10, 20, 30 ou 40 anos (que será a idade média do corte). É o de maior qualidade na categoria Tawny.

Reserva/Reserve: termo utilizado para Portos Ruby e Tawny com qualidade superior aos básicos.

LBV (Late Bottled Vingate) são vinhos de uma safra só, que envelhecem entre 4 e 6 anos em barris.

Vintage: são os vinhos do Porto capazes de envelhecer por muitas décadas. De uma colheita de reconhecida qualidade, com características organolépticas excepcionais.

Por que a data é comemorada no dia 10 de setembro?

A data refere-se ao dia em que Marquês de Pombal demarcou e regulamentou a região do Douro, em 1756, definindo regras básicas de produção que manteriam a qualidade e procedência da bebida até hoje. Desde então, o “Porto Wine Day” é celebrado mundialmente por produtores e amantes destes tão amados vinhos fortificados.

Como comemorar o Dia Mundial do Vinho do Porto?

Para não deixar a data passar em branco, trouxemos algumas dicas de rótulos exclusivos da tradicionalíssima Caves Messias, a linha Porto Burton’s, que você pode adquirir no nosso site!

Burton’s Ruby Port

Vinho que dispensa acompanhamento, possui caráter jovem, aromas de frutas maduras e final macio.

Burton’s Ruby Port
Burton’s Ruby Port

Porto Burton’s Tawny

Com visual vermelho alaranjado, apresenta aromas de frutas maduras com um toque de madeira. Em boca, é doce, com sabores frutados e notas de baunilha.

Porto Burton’s Tawny
Porto Burton’s Tawny

Porto Burton’s 10 Anos

Doce e com aromas que lembra madeira e especiarias, possui final prolongado. O lote é envelhecido em madeira por, em média, 10 anos até ser engarrafado. Excelente sozinho, como vinho da meditação, mas também acompanha sobremesas à base de chocolate ou café e queijos azuis.

Porto Burton’s 10 Anos
Porto Burton’s 10 Anos

Porto Burton’s 20 Anos

Expressão de um vinho do Porto de qualidade e procedência, o Porto Burton’s 20 Anos é doce, equilibrado, fresco, longo e persistente, possuindo aromas de frutas secas com notas de especiarias. O lote envelhece em madeira por, em média, 20 anos, até ser engarrafado. É um vinho de meditação que combina com queijos azuis. Uma opção perfeita para ocasiões especiais!

Porto Burton’s 20 Anos
Porto Burton’s 20 Anos

Quer mergulhar ainda mais no universo dos vinhos? Acesse o nosso blog!

Compartilhe este post!

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Confira mais em

Afinal, espumante também é vinho?

Mesmo entre entusiastas, existe uma confusão muito grande sobre a classificação dos espumantes, mas viemos para finalmente resolver esta questão. Confira!