Vinho francês: 5 opções para você escolher

Não sabe como escolher vinho francês? A gente ajuda a conhecer e se apaixonar pelos exemplares dessa região europeia.

A França é referência de qualidade quando se fala em vinhos. Mas, talvez pela complexidade do país ou pela falta de familiaridade com a língua, as pessoas se intimidam frente a um rótulo francês. Mas você sabe por que os vinhos franceses são tão especiais? Resumimos algumas características ideais para a produção de vinhos que só os franceses têm.

O clima é influenciado pelo Oceano Atlântico e pelo Mediterrâneo, e o Leste pelo clima Continental.

O solo é muito variado e têm alta concentração de calcário, sendo que a presença desse elemento é fundamental para uvas de alta qualidade.

Quase todas as uvas renomadas do mundo nasceram lá: Cabernet Sauvignon, Chardonnay, Merlot, Pinot Noir, etc; ou seja, eles têm experiência com as mais consagradas castas.

Além de ter bons vinhedos, os franceses definem, classificam e controlam rigidamente a produção de cada uma das suas regiões.

Junte-se a essas condições o fato de o país ter sido pioneiro no mundo dos vinhos, com tradição milenar, e então temos vinhos irretocáveis e de reconhecimento mundial.

Aqui cinco vinhos para você experimentar a França. Você encontra todos na Grande Adega.

Cave de Cairanne Grande Réserve branco

Da região do Vale do Rhône um branco encantador, de aromas florais, com notas de frutas e mel. Em boca é equilibrado e com boa persistência. Foi eleito Best in Show no Decanter World Wine Awards 2018. Ótimo para peixes e aves.

Château Reynon Sauvignon Blanc

A região de Bordeaux sempre foi famosa pelos tintos até o enólogo Denis Dubourdieu começar a elaborar vinhos brancos de muita classe. É o caso desse exemplar da uva Sauvignon Blanc, que mescla sutis aromas frutados com deliciosas notas minerais. Experimente com frutos do mar.

Le Rosé de Floridene

Também da Domaine Denis Dubourdieu, um rosé muito elegante elaborado exclusivamente com a uva Merlot. Entre seus aromas, groselha, maracujá e morango. Em boca é bem sequinho e refrescante. Ótimo para aperitivos ou culinária asiática.

Jes des Vignes Provence

A região da Provence é conhecida pelos rosés refrescantes, como esse exemplar, de coloração chamada “casca de cebola”. Apresenta aromas frutados e florais, é excelente como aperitivo, mas acompanha perfeitamente a culinária oriental e pratos com curry.

Château Reynon tinto

Esse vinho traz toda a tipicidade de um tinto de Bordeaux. Na composição, as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot. O amadurecimento é de 12 meses em barrica de carvalho francês. O resultado é um rótulo suave e elegante. No paladar é seco, aveludado e poderoso. Ideal para acompanhar carnes vermelhas, molhos fortes e queijos maturados. Indica-se decantar por, pelo menos, 50 minutos.

Compartilhe este post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Confira mais em

Rosalia Molina: enóloga da Altolandon

Entrevista com a enóloga e proprietária da vinícola espanhola Altolandon, que elabora vinhos orgânicos que levam também o selo europeu de produção vegana.