Vinhos da Rioja

Conheça os vinhos da região da Rioja, a principal denominação da Espanha.

Dois mil anos de tradição no cultivo da vinha, dois séculos de legado enológico e o reconhecimento oficial como denominação colocaram os vinhos da Rioja na elite das Denominações de Origem históricas europeias. A vontade dos vinicultores reafirmarem a vocação de excelência para os vinhos produzidos nessa região permitiu consolidar uma imagem de prestígio entre os consumidores, transformando a palavra Rioja em referência de vinhos espanhóis do mundo.

Um pouco de história

Muito antes de a filoxera arrasar com os vinhedos europeus, lá pelos anos 1870, o vinho já era presente na região, como testemunham os restos arqueológicos que datam da época da dominação romana. A vitivinicultura teve máxima importância econômica durante séculos, sendo o vinho o principal produto comercial ao lado dos cereais.

Em 1102 o Rey Sancho de Navarra reconhecia juridicamente os vinhos da Rioja e em 1635 proibiu-se, na cidade de Logroño (capital da Rioja), que carruagens passassem perto das adegas pelo temor de que “a vibração desses veículos pudessem alterar a qualidade do mosto” e, consequentemente, do vinho.

Outro documento de 1650 representou a primeira referência documental relacionada à proteção de qualidade e garantia de origem dos vinhos da Rioja. Sendo também muito significativo a criação em 1787 da Sociedade Real Econômica dos Colheiteiros da Rioja Castelhana, cujo objetivo era o fomento do cultivo da vinha, a elaboração do vinho e o seu comércio.

Rioja moderno

Na segunda metade do século XIX são introduzidos alguns novos métodos de elaboração e envelhecimento dos vinhos e são fundadas algumas das mais famosas Bodegas, hoje centenárias. Nasce o “Rioja Moderno”, dotado de personalidade própria.

O nome do produto passa a ser vinculado a sua origem, surgindo a preocupação de se proteger a identidade. Em 6 de junho de 1925 a Rioja é reconhecida como Denominação de Origem mais antiga da Espanha, juntamente com Jerez.

Desde então a região tem sido um modelo em constante processo de modernização e adaptação as exigências dos novos tempos, hábitos de consumo e evolução dos mercados. Não à toa é considerada uma das melhores Denominações do mundo.

A Rioja soube manter-se na vanguarda da inovação vitivinícola com uma grande diversidade de vinhos com personalidade diferenciada, que fundamentou seu êxito nos mercados e a tem mantido na elite das DOs históricas europeias.

Localização, clima e solo

A Rioja tem uma invejável posição geográfica: abrigada ao norte pela Serra da Cantábria e ao sul pela Serra de la Demanda, sendo também ponto de parada para os peregrinos que vão até a cidade de Santiago de Compostela.

A região é influenciada pelas convergências dos climas atlântico e mediterrâneo, pela presença do rio Ebro, pelas temperaturas amenas e as chuvas que variam de acordo com as três sub-regiões. Logroño é a principal cidade.

O solo é um componente extremamente importante na região. Basicamente ele é de Limestone, um tipo de calcário, onde se produzem as melhores uvas, mas há outras regiões onde predomina a areia e a argila.

A uva predominante é a Tempranillo, responsável por mais de 87% da produção de vinhos tintos, seguida de Garnacha tinta, Graciano e Mazuelo. Entre as brancas, a Viúra responde por 70% seguida da Malvasia e Garnacha blanca. Abaixo, basicamente, a contribuição de cada uma na composição dos vinhos:

  • Tempranillo: sabores de frutas, níveis médios para alto de taninos e potencial de envelhecimento.
  • Garnacha: álcool e corpo.
  • Graciano: aromas, sabor e acidez.
  • Mazuelo: cor, corpo, tanino e envelhecimento.
  • Viúra: aroma e acidez.
  • Garnacha Blanca: corpo.
  • Malvasia: aromas.

Classificação Rioja

É direcionada pelo tempo de amadurecimento em barrica de carvalho e recebe o selo do Conselho Regulador da Rioja.

Jovem: comercializado depois de um ano da colheita.
Crianza: amadurece durante 24 meses, sendo, pelo menos, 12 meses em barris de carvalho.
Reserva: amadurece durante 36 meses sendo, no mínimo, 12 meses em barrica de carvalho.
Gran Reserva: amadurece durante 60 meses sendo, no mínimo, 24 meses em barrica de carvalho.

Agora que você já aprendeu a teoria, deguste na prática nossos vinhos da Rioja aqui.

Compartilhe este post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Confira mais em

Vinhos Díaz Bayo

A família Díaz Bayo elabora vinhos de grande destaque na Ribera del Duero, uma das principais denominações da Espanha.

Vinhos varietais e de corte?

Continuando nossa “tradução” do vocabulário do mundo dos vinhos, o significado dos rótulos varietais ou de corte numa explicação descomplicada.

Como se faz vinhos rosés?

Frescos e elegantes, os vinhos rosés têm roubado a cena já há algum tempo e são preferência dos Millenials.