Você conhece a uva Primitivo?

Conheça a história e algumas peculiaridades desta incrível uva italiana!

A Itália é terra de muitas maravilhas quando se fala em vinhos e, uma delas, certamente é a uva Primitivo, a mais tradicional da Puglia, a região ao Sul do país e que é chamada de “o salto da bota”. A Puglia é belíssima e ostenta algumas das praias europeias mais cobiçadas pelos turistas no mundo todo.

Seu território é extenso, mas é ao Sul que está localizada a cidade de Manduria, que deu nome à Denominação de Origem Controlada (DOC) Primitivo di Manduria, que também engloba algumas regiões dos arredores, delimitadas pelo conselho regulador da DOC.

Primitivo di Manduria

O nome Primitivo refere-se à maturação precoce da uva, sendo uma das primeiras castas a serem colhidas. Entretanto, algumas vezes não são colhidas imediatamente quando começam a amadurecer, mas sim em elevados estados de maturação, o que confere aos vinhos Primitivo di Manduria características únicas.

Esses traços geralmente se traduzem em vinhos encorpados, alcoólicos, com notas de frutas pretas em compota e especiarias, além de taninos adocicados. Sua cor vermelho/púrpura pode adquirir reflexos marrons/alaranjados com o envelhecimento. Já em boca, é possível perceber baunilha e chocolate quando há passagem por barrica. Vinhos da uva Primitivo são ótimos para harmonizar com queijos curados e pratos à base de carnes vermelhas.

Uma curiosidade é que o DNA da Primitivo é igual ao da Zinfandel californiana, porém elas produzem vinhos muito diferentes. Acredita-se que a “mãe” de ambas é a Tribidrag, uma uva da Croácia. Para você experimentar exemplares desta uva maravilhosa, selecionamos algumas dicas, confira! Se quiser conhecer vinhos de outras uvas, clique aqui!

Due Mari Primitivo Puglia IGT

Este é um típico vinho da uva Primitivo: encorpado, quente e com taninos marcantes, porém macios. Percebem-se aromas de frutas vermelhas com notas de alcatrão. A safra 2019 recebeu 90 pontos do crítico James Suckling e medalha de ouro no Gilbert & Gaillard.

Campo Marina Primitivo di Manduria DOP

DOP significa Denominação de Origem Protegida e refere-se ao fato de que este vinho de Primitivo é elaborado dentro das limitações da região de Manduria. O amadurecimento acontece em barrica de carvalho francês e americano entre 8 e 10 meses. Na degustação, de frutas escuras, cacau e baunilha. No paladar é seco, de ótima acidez, taninos finos e final equilibrado.

Lucarelli Primitivo di Manduria Old Vines DOP

Este é um autêntico Primitivo di Manduria: complexo, com aromas que lembram ameixas e cerejas, com notas de tabaco, chocolate e pimenta. Em boca, é aveludado, com taninos finos e macios, com toque de baunilha e café. Seu amadurecimento é realizado durante 12 meses em barris de carvalho francês e americano. Harmonização perfeita com carnes vermelhas suculentas e pratos bem temperados.

Quer mergulhar ainda mais no universo dos vinhos? Acesse o nosso blog!

Compartilhe este post!

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Confira mais em

Novidade: vinhos Truffle Hunter Leda

Os vinhos italianos Truffle Hunter Leda chegaram ao Brasil! São nove vinhos diferenciados para degustação. Clique, conheça e tenha uma experiência única!

Bordeaux, o império do vinho

Nem todos entendem Bordeaux, na França, mas todos querem degustar seus vinhos. Quer saber mais sobre uma das regiões mais famosas do mundo? Confira!

Santa Julia: vinhos da Argentina

Ricos, macios e concentrados, os vinhos argentinos são excelentes opções de custo e benefício. Conheça nossos lançamentos da Bodega Santa Julia.