Você conhece a uva Primitivo?

Conheça a história e algumas peculiaridades desta incrível uva italiana

A Itália é terra de muitas maravilhas quando se fala em vinhos e, uma delas, certamente é a uva Primitivo, a mais tradicional da Puglia, a região ao Sul do país e que é chamada de “o salto da bota”. A Puglia é belíssima e ostenta algumas das praias europeias mais cobiçadas pelos turistas no mundo todo.

Seu território é extenso, mas é ao Sul que está localizada a cidade de Manduria, que deu nome à Denominação de Origem Controlada (DOC) Primitivo di Manduria, que também engloba algumas regiões dos arredores, delimitadas pelo conselho regulador da DOC.

Primitivo di Manduria

O nome Primitivo refere-se à maturação precoce da uva, sendo uma das primeiras castas a serem colhidas. Entretanto, algumas vezes não são colhidas imediatamente quando começam a amadurecer, mas sim em elevados estados de maturação, o que confere aos vinhos Primitivo di Manduria características únicas.

Esses traços geralmente se traduzem em vinhos encorpados, alcoólicos, com notas de frutas pretas em compota e especiarias, além de taninos adocicados. Sua cor vermelho/púrpura pode adquirir reflexos marrons/alaranjados com o envelhecimento. Já em boca, é possível perceber baunilha e chocolate quando há passagem por barrica. Vinhos da uva Primitivo são ótimos para harmonizar com queijos curados e pratos à base de carnes vermelhas.

Uma curiosidade é que o DNA da Primitivo é igual ao da Zinfandel californiana, porém elas produzem vinhos muito diferentes. Acredita-se que a “mãe” de ambas é a Tribidrag, uma uva da Croácia. Para você experimentar exemplares desta uva maravilhosa, selecionamos algumas dicas, confira! Se quiser conhecer vinhos de outras uvas, clique aqui!

Due Mari Primitivo Puglia IGT

Este é um típico vinho da uva Primitivo: encorpado, quente e com taninos marcantes, porém macios. Percebem-se aromas de frutas vermelhas com notas de alcatrão. A safra 2019 recebeu 90 pontos do crítico James Suckling e medalha de ouro no Gilbert & Gaillard.

Campo Marina Primitivo di Manduria DOP

DOP significa Denominação de Origem Protegida e refere-se ao fato de que este vinho de Primitivo é elaborado dentro das limitações da região de Manduria. O amadurecimento acontece em barrica de carvalho francês e americano entre 8 e 10 meses. Na degustação, de frutas escuras, cacau e baunilha. No paladar é seco, de ótima acidez, taninos finos e final equilibrado.

Lucarelli Primitivo di Manduria Old Vines DOP

Este é um autêntico Primitivo di Manduria: complexo, com aromas que lembram ameixas e cerejas, com notas de tabaco, chocolate e pimenta. Em boca é aveludado, com taninos finos e macios, com toque de baunilha e café. Seu amadurecimento é realizado durante 12 meses em barris de carvalho francês e americano. Harmonização perfeita com carnes vermelhas suculentas e pratos bem temperados.

Compartilhe este post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Confira mais em

Água VOSS!

Saiba porque os apreciadores de vinhos preferem a água VOSS, uma das mais puras do mundo.

O império do vinho: Bordeaux

Nem todos entendem a região de Bordeaux, na França, mas todos querem degustar seus vinhos, pois alguns deles são verdadeiras obras de arte.

Santa Julia: vinhos da Argentina

Ricos, macios e concentrados, os vinhos argentinos são excelentes opções de custo e benefício. Conheça nossos lançamentos da Bodega Santa Julia.