Conheça a uva Chardonnay

Esta versátil uva branca de origem francesa é cultivada em praticamente todas as regiões vinícolas do mundo.

Certamente uma das mais famosas uvas brancas do mundo, a Chardonnay é extremamente versátil e origina inúmeros estilos de vinhos, como espumantes, vinhos tranquilos secos e frutados, ricos e cremosos e ainda os barricados.

Historicamente, segundo o livro Wine Grapes, de Jancis Robinson, a Chardonnay originou-se em um pequeno vilarejo chamado “Chardonnay”, localizado na Borgonha. Natural, então, que seja a única branca permitida para a elaboração dos cobiçadíssimos vinhos desta região.

Ela também brilha em Champagne, onde tem papel fundamental e é a branca permitida para a elaboração dos vinhos. A partir do século XX aconteceu a disseminação desta uva para todo o mundo, gerando exemplares com características diferentes que se tornaram muito respeitados em outros locais que não a França. Nos anos 1970, por exemplo, era tão famosa nos Estados Unidos que quase tornou-se sinônimo de vinhos brancos.

Atualmente os 10 maiores produtores de Chardonnay no mundo são: França, Estados Unidos, Austrália, Itália, Chile, África do Sul, Argentina, Espanha, Nova Zelândia e Alemanha.

Ancestrais!

Originalmente a Chardonnay era chamada de Chardenet, Chardonnet ou Chardenay. A nome que conhecemos hoje não era comum até o século XX. Por sinal, em português pronuncia-se char-do-né. Análises de DNA mostraram que esta uva é um cruzamento natural entre a Pinot e a Gouais Blanc. Ela amadurece precocemente, gosta de solos calcários e é considerada muito fácil de cultivar, o que justifica o fato de ser plantada em quase todas as regiões do mundo.

Os vinhos de Chardonnay

Geralmente seus exemplares são frutados, acessíveis, amanteigados e com aroma de baunilha, caso passem por barricas de carvalho. Em climas mais frios surgem frutas verdes e cítricas, como maçã, pera, pêssego e limão; já em locais mais quentes aparecem as frutas maduras, como abacaxi e carambola.

Uma curiosidade é que esta uva, por si só, não apresenta aromas característicos. Por isso mesmo, ela tem capacidade excelente de traduzir o terroir, pois pode expressar uma ampla gama de aromas dependendo de onde cresceu e de como foi tratada em adega.

Para degustar vinhos de Chardonnay, nossas sugestões aqui!

Compartilhe este post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Confira mais em

Sauvignon Blanc

Dia Internacional da Sauvignon Blanc: tudo sobre esta espetacular uva branca!

Vinhos Díaz Bayo

A família Díaz Bayo elabora vinhos de grande destaque na Ribera del Duero, uma das principais denominações da Espanha.