Conheça a uva Chardonnay

Esta versátil uva branca de origem francesa é cultivada em praticamente todas as regiões vinícolas do mundo.

Certamente uma das mais famosas uvas brancas do mundo, a Chardonnay é extremamente versátil e origina inúmeros estilos de vinhos, como espumantes, vinhos tranquilos secos e frutados, ricos e cremosos e ainda os barricados.

Historicamente, segundo o livro Wine Grapes, de Jancis Robinson, a Chardonnay originou-se em um pequeno vilarejo chamado “Chardonnay”, localizado na Borgonha. Natural, então, que seja a única branca permitida para a elaboração dos cobiçadíssimos vinhos desta região.

Ela também brilha em Champagne, onde tem papel fundamental e é a branca permitida para a elaboração dos vinhos. A partir do século XX aconteceu a disseminação desta uva para todo o mundo, gerando exemplares com características diferentes que se tornaram muito respeitados em outros locais que não a França. Nos anos 1970, por exemplo, era tão famosa nos Estados Unidos que quase tornou-se sinônimo de vinhos brancos.

Atualmente os 10 maiores produtores de Chardonnay no mundo são: França, Estados Unidos, Austrália, Itália, Chile, África do Sul, Argentina, Espanha, Nova Zelândia e Alemanha.

Ancestrais!

Originalmente a Chardonnay era chamada de Chardenet, Chardonnet ou Chardenay. A nome que conhecemos hoje não era comum até o século XX. Por sinal, em português pronuncia-se char-do-né. Análises de DNA mostraram que esta uva é um cruzamento natural entre a Pinot e a Gouais Blanc. Ela amadurece precocemente, gosta de solos calcários e é considerada muito fácil de cultivar, o que justifica o fato de ser plantada em quase todas as regiões do mundo.

Os vinhos de Chardonnay

Geralmente seus exemplares são frutados, acessíveis, amanteigados e com aroma de baunilha, caso passem por barricas de carvalho. Em climas mais frios surgem frutas verdes e cítricas, como maçã, pera, pêssego e limão; já em locais mais quentes aparecem as frutas maduras, como abacaxi e carambola.

Uma curiosidade é que esta uva, por si só, não apresenta aromas característicos. Por isso mesmo, ela tem capacidade excelente de traduzir o terroir, pois pode expressar uma ampla gama de aromas dependendo de onde cresceu e de como foi tratada em adega.

Para degustar vinhos de Chardonnay, confira nossas sugestões aqui!

Compartilhe este post!

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Confira mais em

Afinal, espumante também é vinho?

Mesmo entre entusiastas, existe uma confusão muito grande sobre a classificação dos espumantes, mas viemos para finalmente resolver esta questão. Confira!